Brasil

Servidores públicos ameaçam recorrer à Justiça por reajuste de 2018

Servidores públicos ameaçam recorrer à Justiça por reajuste de 2018

Representantes de diversos sindicatos têm feito reuniões para definir estratégias contra o adiamento do reajuste de servidores de 2018 para 2019, além de outras medidas propostas pelo governo para reduzir os gastos com pessoal, como a limitação do salário inicial de categorias a cerca de R$ 5 mil. Algumas categorias, inclusive, já começam a discutir a possibilidade de paralisação e ameaçam recorrer ao Judiciário para derrubar as medidas.

“Com certeza, uma das alternativas será recorrer à Justiça. Não vamos aceitar que o governo jogue isso na conta dos servidores. É um desmonte do serviço público federal”, afirmou o presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais (Sindifisco), Cláudio Damasceno.

A pressão será grande também no Congresso Nacional. Como os aumentos que estão previstos por lei, qualquer mudança proposta terá que passar pelo aval dos deputados e senadores. O adiamento deve ser enviado por medida provisória, o que irá garantir a entrada imediata em vigor e já traria economia para o governo. “Será uma pressão muito grande em cima dos parlamentares. É descumprimento dos acordos, o governo tem que respeitar a segurança jurídica também para os servidores”, disse o presidente do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central, Jordan Pereira.

Site02

11 de agosto

Nenhum comentário

[supsystic-social-sharing id="1"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *