Notícias

DÓLAR FECHA EM QUEDA, MAS SE MANTÉM NO PATAMAR DE R$ 3,50

DÓLAR FECHA EM QUEDA, MAS SE MANTÉM NO PATAMAR DE R$ 3,50

O dólar fechou em baixa nesta sexta-feira (7) pela primeira vez em sete sessões, mas permaneceu acima do patamar de R$ 3,50, que foi rompido na véspera, em meio à contínua deterioração do cenário político e econômico brasileiro e após divulgação de dados fortes sobre emprego nos EUA, que fortaleceram a tese de que os juros subirão no mês que vem no país. A moeda norte-americana recuou 0,83%, a R$ 3,5081 na venda. Veja a cotação.

Na semana, o dólar subiu 2,44%. No ano, há valorização acumulada de 31,95%. Nos seis pregões anteriores, o dólar havia acumulado valorização de 6,25% e chegou a R$ 3,57 no intradia da véspera, maior patamar em 12 anos. Apesar do respiro de agora, especialistas dizem que a tendência ainda é de alta, segundo a Reuters. Nesta sexta, o fato de o Banco Central ter aumentado sua intervenção no câmbio, após intenso avanço da moeda norte-americana, motivava algumas vendas de divisa. No fechamento da véspera, o BC anunciou aumento da oferta de swaps, contratos equivalentes a venda futura de dólares, o que foi visto como um esforço para segurar a alta da divisa. “O mercado está sem referência. Operar com economia é fácil, é fazer conta. Não tem fórmula para operar com política”, disse à Reuters o operador de uma gestora de recursos internacional. “Como o mercado está em pânico, qualquer faísca é fogo”, afirmou. O noticiário político no Brasil, com operadores enxergando chances pequenas mas não desprezíveis de afastamento da presidente Dilma Rousseff antes do término de seu mandato, tem golpeado o ânimo no mercados locais.

Rádio Brilhante

10 de agosto

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *