Brasil

Após empate com o Sport, Juninho critica arbitragem em Recife

Após empate com o Sport, Juninho critica arbitragem em Recife

O Bahia foi mais uma vez prejudicado pela arbitragem, conforme queixa do time tricolor. Desta vez na partida de ida da final da Copa do Nordeste, o Tricolor poderia ter saído de campo com o triunfo se não fossem os erros do árbitro piauiense Antônio Dib e seus assistentes.
Quando a partida ainda estava no 0 a 0, Zé Rafael marcou um gol legal, mas a arbitragem anulou alegando impedimento e interferência na jogada de Renê Junior. Ainda no primeiro tempo, outro lance polêmico. Allione se chocou com Magrão na área e caiu no gramado. Os tricolores pediram o pênalti, mas o árbitro viu lance normal.
Já no final do segundo tempo, a arbitragem marcou um escanteio inexistente para o Sport. Na cobrança, o time pernambucano fez o gol e chegou ao empate.
Após o 1 a 1, Juninho, autor do gol do Esquadrão, não poupou críticas à arbitragem. “Ele anulou um gol legal nosso. É complicado, pô. Sempre erra contra o Bahia”, disse em entrevista ao Esporte Interativo.
O volante ainda acusou o árbitro de utilizar os mesmos critérios nas advertências a Bahia e Sport. “Complicado, né cara? O juiz em vários lances falava ‘calma, Diego (Souza)’. Com a gente, dizia que iríamos tomar cartão”, completou.

Site Master

18 de maio

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *